Cirurgias

Cirurgia Robótica

 

A cirurgia robótica traz diversos benefícios tanto para o cirurgião, quanto para o paciente.

Pela plataforma robótica temos uma visualização tridimensional e em alta definição das estruturas, maior delicadeza nos movimentos. As pinças utilizadas possuem articulações que imitam a mão / punha da cirurgia, possibilitando diversos movimentos que instrumentos convencionais não realizam. Outras vantagens remetem aos filtros de tremor e movimento, e recursos como firefly (identificação de estruturas / vascularização após injeção de endocianina).

Outra vantagem remete a menor dor pós-operatória, os trocarteres possuem centro remoto que fica posicionado na parede abdominal, resultando em menor tração local e dor pós-operatória. 

Por tudo isso, temos procedimentos mais delicados e com melhores resultados funcionais, alta hospitalar precoce, retorno mais rápido as atividades cotidianas.

 

A cirurgia robótica em urologia recai principalmente sobre cirurgias de próstata e rim. 

No que tangem a prostatectomia radical robótica, os resultados funcionais são bem melhores, com índices de incontinência urinaria e disfunção erétil bem menores quando comparado com as técnicas tradicionais, bem como recuperação precoce da continência urinaria. Tudo isso não afeta os resultados oncológicos (probabilidade de retirada completa dos tumores).

Já na nefrectomia robótica, conseguimos ter maior precisão em retirada dos tumores / enucleação, bem como melhor destreza na sutura (renorrafia) resultando em maior massa renal preservada e tratamento por nefrectomia parcial (retirada apenas do tumor, na do rim todo) de tumores complexos, endofidicos e hilares.

 

Outros procedimentos também podem ser tratados através do auxílio da plataforma robótica, como pieloplastia, reimplante ureteral, prostatectomia transvesical…

O avanço da tecnologia auxiliou no desenvolvimento de diversas técnicas e recursos cirúrgicos, sendo um dos mais importantes, a Cirurgia Robótica. 

Lançada no ano 2000, e possuindo mais de 75 equipamentos espalhados pelas regiões do Brasil, país que ocupa a nona posição de maior capacidade instalada do mundo.

Também foi analisado que são realizadas anualmente cerca de 1,2 milhão de cirurgias robóticas em todo o mundo. Em 2019, o Brasil realizou cerca de 13.000 procedimentos, onde metade deste número foi de cirurgias urológicas, principalmente no tratamento de câncer de próstata.

WhatsApp Image 2021-10-08 at 09.06.47.jpeg
 
WhatsApp Image 2021-10-08 at 09.06.47.jpeg

Laparoscopia


Em relação aos resultados técnicos da cirurgia por vídeo, já está comprovado que resultados funcionais e oncológicos são semelhantes a cirurgia por via aberta. 

A recuperação da cirurgia por videolaparoscopia é muito melhor que numa cirurgia convencional / aberta. Dentre as vantagens podemos citar menos perda sanguínea durante a cirurgia, menor dor pós-operatório, alta precoce, retorno mais rápido as atividades quotidianas. O tempo de recuperação de uma cirurgia por videolaparoscopia dura de 7 a 14 dias, dependendo do procedimento. Após este período o indivíduo poderá voltar gradativamente às suas tarefas diárias.

laparoscopia 10_edited.jpg

A laparoscopia ou videolaparoscopia é a via cirúrgica na qual utilizamos aparelhos de vídeo para acesso as cavidades abdominal, pélvica ou retroperitoneal. Além dos aparelhos de vídeo, temos insufladores utilizados para controlar o CO2 infundido com intuito de criar cavidade e tornar-se viável o procedimento.

Para realização é preciso anestesia geral, e o cirurgião realiza incisões (cortes) para passar os trocartes, utilizados como via de acesso ao interior da cavidade abdominal ou retroperitoneal.

Através de micro câmera e pinças apropriadas procedemos o procedimento em si. Hoje conseguimos realizar todos os procedimentos urológicos através da técnica videolaparoscopica, como prostatectomia radical, prostatectomia transvesical, nefrectomia parcial, reimplante ureteral, pieloplastia. 

 
laparoscopia 6.jpg

Endourologia

laparoscopia.jfif

A endo-urologia é uma via cirúrgica urológica responsável pelo tratamento de doenças que ocorrem no trato urogenital através da via transuretral (através do canal da urina).

Pelo meato (orifício) uretral conseguimos abordar toda extensão da uretra, próstata, bexiga, ureteres e pelve renal.

Utilizado tanto para fins de diagnóstico, como para tumores de bexiga / ureter ou para tratamento, tanto de doenças benignas como cálculos renais / ureterais, Hiperplasia Prostática Benigna, ou para malignas (Ressecção Transuretral de Bexiga).

A endourologia evoluiu muito ao longo dos últimos 30 anos, que por consequência levaram a práticas e técnicas cirúrgicas minimamente invasivas ao paciente, causando menor dor, alta hospitalar precoce e retornando a sua rotina rapidamente.

 
WhatsApp Image 2021-10-08 at 09.12.21 (2).jpeg

Fotos

botao-whatsapp-agendar